Dharma5 Blog

Porque comer “saudável” não é suficiente?

Ter uma alimentação saudável, com produtos frescos e biológicos não é suficiente para me sentir saudável e com energia?

A Resposta é não! Não é…o nosso corpo é um organismo vivo com imensas particularidades individuais, onde conceitos genéricos funcionam até um ponto bastante reduzido.

O que quero dizer com isso?

Que a frase repetida “precisas de conhecer e aprender a escutar o teu corpo” embora pareça meio mística está bem certa. Essa foi inclusive uma das razões porque criámos o curso BioReset com a Alexandra Vasconcelos, onde consegues descobrir o teu perfil biológico único para que possas adaptar a tua alimentação ao teu perfil único, e conseguir mais saúde, energia e vitalidade. 

Neste artigo vou passar-te um dos pontos que esse programa aborda, que me surpreendeu e que tem feito imenso por mim.

Este conceito ajudou-me a regular o meu sono, passei a ter uma melhor performance diária e a sentir a barriga menos pesada ao longo do dia.
Ao introduzir este conceito na minha vida não só passei a dormir mais profundamente como a minha energia passou a estar adequada ás diversas fazes do dia.

O nome é CronoNutrição.

Este conceito criado por Alain Delabos explora o conceito de relógio biológico e, tem por base a ideia que o organismo humano segrega certas enzimas em diferentes períodos do dia e que podemos ingerir determinados alimentos a determinadas horas do dia como forma a tirar o melhor partido do nosso metabolismo.

Ao fazermos isso, alcançamos a máxima eficácia diária, seja energética, seja emocional. Isto é principalmente verdade no programa Bioreset21d, porque descobres quais são os alimentos correctos para o teu organismo e terrenos biológicos únicos.

Sendo que a parte alimentar é algo única e mais complexa de aplicares sem antes conheceres o teu perfil pessoal, ficam aqui 2 pontos importantes sobre a crononutrição que deves ter em conta e podes aplicar imediatamente no teu dia a dia (ou passar a ter como referencia).

1 – Ao acordares é importante dares a informação ao teu corpo de que já é dia. Imagina agora o que para ti seriam comportamentos que iriam permitir informar o corpo de que está na hora de acordar e ficar activo.
Pessoalmente, faço sempre uma serie de alongamentos e alguns saltos e flexões de braços, ao imaginares, para ti pode ser diferente (por exemplo uma sessão de yoga).

Há noite é importante desacelerar o corpo e prepará-lo para o processo de desintoxicação que acontece durante o sono. O truque é o mesmo, imagina actividades que te permitem relaxar.

2 – Hoje em dia o teu relógio biológico está bastante desregulado devido à luz artificial. O teu corpo tem um ritmo próprio, que se chama ciclo circadiano ou relógio biológico e esse ritmo está por exemplo directamente ligado com a fome que sentes.

Antigamente o ser humano vivia de acordo com os ritmos da natureza. Comia e tinha actividade física e mental mais intensa durante a luz do dia, e dormia durante a noite. O seu corpo produzia hormonas que se alinhavam com as necessidades especificas de cada fase do dia.

Hoje com a iluminação constante e os diversos aparelhos tecnológicos que emitem bastante iluminação (mesmo que esteja escuro, a iluminação de um smartphone ou tablet é imensa para o nosso organismo) o nosso ritmo biológico tende a ficar “confuso”para dizer o mínimo.

Reduz a luz, principalmente as de cor branca, opta por teres pequenos pontos de luz amarela (um pouco a emular a iluminação de uma fogueira) e vais muito rapidamente começar a acalmar o teu corpo e a ter noites bem mais relaxadas.

Descobrires e voltares a viver de acordo com o teu ritmo biológico é fundamental para recuperares a energia, foco e estares com bom humor sem quebras de energia ao longo do dia.

Já tinhas ouvido falar de CronoNutrição? Partilha connosco nos comentários.