Dharma5 Blog

Compreendendo os 7 Estilos de Aprendizagem

A aprendizagem é uma experiência extremamente importante em todas as idades e fases das nossas vidas. Desde muito novos que ouvimos dizer que todos aprendemos da mesma forma.

Nós ouvimos isso, os nossos pais ouviram isso, os nossos avós também e antes deles, também. Por isso as nossas escola tiveram métodos de ensino tão semelhantes décadas a fio.

Hoje, as coisas começam a mudar e já sabemos que, na realidade, existem diferentes estilos de aprendizagem e nós, seres-humanos, temos diferentes formas de reter e processar informações. 

Quer dizer que quanto mais souberes sobre esses diferentes tipos de aprendizagem, mais preparado vais estar para assimilar novas aprendizagens e para aprenderes novas línguas, conceitos, ideias ou habilidades, seja qual for a matéria que estudes.

Qual dos 7 estilos de aprendizagem eu devo utilizar? 

Tu adoras aprender. Os teus filhos, alunos, colegas e pais adoram aprender. Mas que tipos de estilos de aprendizagem são mais eficazes para cada um deles? Na verdade, todos nós somos diferentes e, como tal, todos nós possuímos maneiras e ritmos diferentes de aprender.

Ainda assim, uma pesquisa descobriu que existem 7 estilos ou categorias de aprendizagem primários nos quais todos nós nos encaixamos.

Aqui estão os 7 estilos de aprendizagem:

1) Visual (Espacial)

Sabes aquela pessoa que faz esquemas para tudo e que escreve todos os seus pensamentos para não se esquecer de nada? Podes dar-lhe um nome agora: aprendiz visual. Estas pessoas aprendem melhor quando têm alguma imagem que as ajude a processar as informações.

Aqui tens algumas das características mais comuns dos aprendizes visuais:

  • Boa orientação espacial e sentido de direção
  • Podem visualizar facilmente objetos, planos e resultados
  • Gostam de colorir, desenhar e rabiscar
  • Têm um bom equilíbrio cromático
  • São bons em usar mapas e raramente se perdem

Por exemplo, um aprendiz visual numa aula de redação pode processar melhor as informações ao ver uma parte de um filme que explica como um filme se adapta à literatura na qual foi baseado, em vez de ouvir a literatura ser lida em voz alta.

Tu és um aprendiz visual se: preferes fotos, imagens e mapas mentais para te ajudar a processar informações.

2. Aural (Auditivo-Musical)

Já ouviste alguém dizer que se a matéria fosse cantada aprendia mais depressa? Conheces algum músico? A maioria deles são aprendizes auditivos.

A aprendizagem auditiva é um tipo único de estilo de aprendizagem usado para classificar aqueles que respondem principalmente aos sons. Este é um estilo de aprendizagem que muitas vezes não é abordado nas escolas por ser difícil de ensinar fora da aula de música. 

Características dos aprendizes auditivos:

  • Descobrem que determinada música evoca emoções fortes
  • Adoram ouvir música em segundo plano, enquanto aprendem
  • Têm um bom sentido de altitude ou ritmo
  • Ouvem muitas vezes músicas, jingles e temas que tendem a aparecer em sua cabeça sem qualquer estímulo externo

Por exemplo, uma música que ajuda a lembrar a ordem alfabética de todos os distritos é uma forma de explorar os estilos de aprendizagem auditiva.

És um aprendiz auditivo se: preferes aprender com ritmos ou usar rimas inteligentes para recordar.

3. Verbal (Linguística)

Ora, se és aprendiz verbal, para ti deve ter sido mais fácil aprender a matéria na escola.

Os alunos verbais aprendem melhor tanto sob instrução verbal quanto por escrito e normalmente destacam-se com os dois. Esses alunos são tipicamente aqueles que debatem e falam bem em público e escrevem com frequência e facilidade, como os jornalistas.

Alunos verbais:

  • Expressam-se verbalmente e na escrita
  • Desfrutam de leitura e escrita
  • Gostam de trava-línguas e rimas
  • Têm um vocabulário vasto e gostam de aprender novas palavras

Por exemplo, ler as definições de uma palavra em voz alta ou anotá-las algumas vezes é uma forma de os aprendizes verbais processarem informações.

Se és um aprendiz verbal, precisas ler o conteúdo em voz alta para aprender ou preferes que alguém fale as informações para que assim seja mais fácil para ti processá-las.

4. Físico (cinestésico)

Se gostas de “meter as mãos na massa”, és provavelmente um aprendiz físico. Os aprendizes físicos, ou cinestésicos, são extremamente agitados, tendo a necessidade de estar sempre em movimento. Aprendem melhor a seguir os movimentos daquilo que estão a aprender.

Aprendizes físicos:

  • Observam e apreciam o mundo físico à sua volta
  • Gostam de desporto e de atividades ao ar livre, onde podem trabalhar com as mãos
  • Tendem a usar linguagem corporal (são muito expressivos)
  • Divertem-se a fazer de modelos ou a construir puzzles

Por exemplo, se há algo que lhe está a incomodar e não sabe o que fazer, prefere calçar as sapatilhas e ir correr do que se sentar para pensar sobre o assunto.

És um aprendiz físico se: não aprendes nada até o colocares em prática e se precisas desenhar os teus próprios diagramas e encenar (role plays) para conseguires assimilar novas informações. Se és cinestésico, é possível também que estejas sempre em movimento e que fales muito com as mãos.

5. Lógico (Matemática)

A maioria dos pensadores lógicos acabam a ser engenheiros, matemáticos ou por seguir carreiras ligadas à ciência. Isto porque eles, tal como Eisntein, têm uma forma muito peculiar de aprender.

São os indivíduos que querem entender a razão por trás do conteúdo e tendem a gostar de jogos como xadrez ou quebra-cabeças.

Aprendizes lógicos:

  • Classificam e agrupam informações para entendê-las melhor
  • Realizam cálculos complexos
  • Criam procedimentos para uso futuro, depois de encontrar uma solução para um problema
  • Planeam agendas e itinerários, chegando a classificá-los e numerá-los

Por exemplo, aprendizes lógicos são aqueles que preferem fazer uma lista bem detalhada e organizada enquanto estudam e que extraem pontos-chave do material para essas listas.

És um aprendiz lógico se só consegues aprender algo quando percebes a lógica por trás do todo e todos sistemas desse mesmo conceito. 

6. Social (Interpessoal)

Lembras-te daquele teu colega que participava em todas as atividades da escola, que era o líder do grupo, que se dava bem com todos? Ele era um aprendiz social. Em adultos, são os indivíduos que gostam de se envolver com os outros, trabalhar em grupo e pedir feedback aos colegas para aprender.

Aprendizes sociais:

  • Preferem socializar depois do trabalho ou das aulas
  • Divertem-se a praticar desportos coletivos, como futebol
  • Retiram ideias de outras pessoas e trabalham bem em grupo
  • Sabem ouvir
  • São muitas vezes bons confidentes

Por exemplo, na escola, quando os professores atribuem trabalhos ou projetos de grupo, é muitas vezes uma forma de atrair os alunos sociais.

És um aprendiz social se preferes trabalhar com outras pessoas e descobrir que aprendes melhor em grupo.

7. Solitário (Intrapessoal)

Pessoas que gostam de estar, aprender sozinhas e guardar tudo só para elas são aprendizes solitários. Na maioria das situações, este é um estilo de aprendizagem para pessoas socialmente introvertidas, mas nem sempre.

Existem algumas pessoas que são extrovertidas em situações sociais, mas preferem estar sozinhas enquanto estão tentam aprender. Conheces alguém assim? Tendem também a focar-se muito em metas e resultados.

Aprendizes solitários:

  • Dedicam tempo à autoanálise 
  • Preferem relaxar ou viajar longe de multidões
  • Pensam de forma independente
  • Fazem anotações, escrevem e registam pensamentos e eventos pessoais como uma forma de melhorar

Por exemplo, pessoas que lêem livros de autoajuda para evoluir a nível pessoal são habitualmente aprendizes solitários.

És um aprendiz solitário se precisas sentar-te e estudar sozinho para assimilar informação.

Como eu posso aplicar este conhecimento no meu dia-a-dia

Conseguiste identificar-te com alguma destas aprendizagens? Mais que uma?

É possível que neste momento estejas a questionar-te sobre o que fazer com toda esta informação. A boa notícia é que podes começar já a aplicar estes estilos de aprendizagem no teu dia-a-dia.

Claro que seria estranho se pedisses agora ao teu chefe ou ao teu professor que te desse instruções ou matéria a cantar, só porque és um aprendiz aural e é assim que absorves melhor a informação. Mas sabendo o tipo de aprendiz que és, podes usar isso a teu favor de outras formas.

Não existem formas erradas de aprender e mesmo que para os outros pareça estranho, tu tens de usar isso a teu favor para que os novos conceitos que estás a aprender se fixem verdadeiramente na tua mente. 

Como agora estás mais consciente destes estilos de aprendizagem e de como podes aprender melhor, vais notar que vais desenvolver novos interesses, começar a assimilar melhor as informações dos livros que lês e dos vídeos que vês, e vais adquirir também novas habilidades de forma ainda mais rápida.

Usa o teu estilo de aprendizagem a teu favor e vais perceber que não só aprendes mais rápido como começas a ser capaz de aprender mais a cada dia.