Dharma5 Blog

Como descobri que o ambiente da minha casa estava a bloquear a minha vida

Não posso dizer que as coisas iam más na minha vida, mas também não posso dizer que iam bem.

Tinha um bom trabalho mas por mais que me esforçasse não conseguia ter a minha carreira de sonho.

O dinheiro chegava, mas sempre no limite e mal dava para pagar as contas.

Tinha um casamento com alguém de quem gosto muito, mas estávamos em constantes lutas sem razão aparente.

Os meus filhos estavam bem mas sentia que estávamos desconectados.

Aparentemente tudo estava bem, mas nada estava extraordinário, e eu sentia que estava a faltar alguma coisa…

e por mais que me esforçasse nunca conseguia obter os resultados que estava à espera.

Até que percebi que o ambiente e a energia que nos rodeiam podem influenciar até 33,3% do nosso sucesso ou insucesso, e a ciência que estuda esta influência chama-se Feng Shui.

Há já bastante tempo tenho vindo a trabalhar no meu crescimento pessoal.

Aprendi a meditar, li livros sobre desenvolvimento pessoal, fui a vários seminários e workshops sobre como mudar os meus comportamentos e manifestar a vida dos meus sonhos.

É inegável a minha evolução e crescimento. Já não sou a mesma pessoa que era há 5 anos atrás.

Mas mesmo assim sentia que algo ainda não estava bem. No sitio! Era como se houvesse algo que me estivesse a bloquear e eu não estava a ver o quê.

A energia

Tudo é energia.

A energia é tudo aquilo que anima a matéria. Qi ou Chi como é chamado no oriente, é a energia vital ou sopro vital, que tudo anima.

Deparei-me com um vídeo da mestre de Feng Shui Suzana Mendes onde ela explica o que é Energia:

Uma mesa tem energia, uma árvore tem energia, bem como um pensamento também tem energia.

Energia é o que faz mover todo o universo. Aprender como dinamizar a energia em casa, no trabalho ou até mesmo no corpo pode ser a peça que falta para a manifestação de tudo aquilo que desejamos.

É por isso importante aprender a dinamizar as energias em vez de bloqueá-las”.

A energia move-se em ondas, como uma serpente, a na maior parte das vezes não é visível ao olho humano, como por exemplo as ondas rádio ou as ondas electromagnéticas.

A arte do feng shui é equilibrar as energia de modo a criar espaços harmoniosos e que potenciem a energia da pessoa.

3 Conceitos do Feng Shui que mudaram a minha visão sobre o ambiente da minha casa e ajudaram a desbloquear a minha vida

1 – O trigrama pessoal e as 4 direcções

O Trigrama é uma representação gráfica das três origens da energia. É importante saber a origem da energia para saberes utilizá-la em teu benefício.

Cada pessoa tem o seu Trigrama Pessoal e 4 direções auspiciosas.

“Através do trigrama pessoal podes captar a energia disponível do universo para ti.” Suzana Mendes

Saber o meu trigrama pessoal e dos restantes membros da minha família foi fundamental para criarmos ambientes harmoniosos e auspiciosos para todos.

2 – Tudo tem um simbolismo

A expressão humana é toda feita por símbolos.

Os símbolos são a linguagem no nosso inconsciente, e com os símbolos podemos activar certas zonas da nossa psique e influenciar os nossos padrões emocionais e comportamentais.

Aprender a linguagem simbólica de cada coisa ajuda-nos a criar ambientes harmoniosos e que potenciem a manifestação das nossas intenções.

3 – Cada coisa no seu lugar

De modo a criar padrões de fluxo de energia construtivos devemos ter em conta os elementos da natureza e o posicionamento da casa.

Onde colocamos o sofá da sala, a cor das paredes e os objectos de decoração, vai ter um papel decisivo no fluxo de energia. Nada é inócuo!

Aquilo que aprendi é que projectar a nossa casa com base nos princípios do feng shui cria as condições necessárias para o fluxo de energia chi ideal para cada pessoa, bem como na activação das suas direcções auspiciosas.

Depois de começar a por em prática alguns destes princípios do feng shui na minha vida, as mudanças para melhor foram quase instantâneas.

A partir desse momento comecei a ver os ambientes onde vivo com outros olhos.