Dharma5 Blog

Benefícios de Jejum Intermitente: Muda o Teu Cérebro e o Teu Corpo Em Apenas Alguns Dias

Um título “chamativo” não? E a verdade é que ainda resisti a incluir as incríveis palavras “perde peso”.

Mas vamos lá, antes de te explicar em mais detalhe como o jejum intermitente te pode ajudar a conquistar para a tua vida estes incríveis benefícios, é importante, antes de tudo, entenderes o que é de facto jejum intermitente.

Jejum Intermitente significa permanecer sem ingerir calorias durante determinado período de tempo. Ainda assim, é necessário que este seja feito de forma adequada para que traga resultados positivos.

É uma ferramenta poderosa que pode ajudar na perda de peso além de trazer diversos benefícios à nossa saúde. 

De grosso modo, aquilo que aprendi é que o que estamos a fazer ao nos submetermos ao jejum durante algumas horas, é a dar indicações ao nosso corpo para queimar a gordura existente acumulada de forma a que este possa obter energia para funcionar adequadamente. 

Ora, se o corpo não recebe comida onde ir buscar energia, vai buscá-la às reservas de gordura.

Se o teu objetivo é perder peso, acredito que já tenhas experimentado um leque variado de dietas, quem sabe até pesas a comida e contas as calorias que ingeres diariamente. 

Sabes do que falo, não sabes? E sabes também como isso pode tornar-se cansativo e frustrante algumas vezes. Não que seja errado, até porque os resultados aparecem, no entanto, alguns estudos mostram que com o jejum intermitente, podes ajudar-te a atingir exatamente os mesmos resultados e ainda ir além do peso.

Um estudo publicado na Revista JAMA Internal Medicine, pela American Medical Association analisou os efeitos do jejum intermitente versus a restrição calórica em 100 adultos obesos.

Os participantes foram divididos em dois grupos: um grupo de jejum intermitente e um grupo de restrição calórica. Ao longo de um ano, ambos os grupos perderam peso, mas o estudo não conseguiu encontrar diferenças significativas na perda de peso geral entre ambos os grupos.

Assim, no que se refere a perder alguns quilogramas, o jejum intermitente como estratégia é praticamente igual à restrição calórica.

Mas então, porque é melhor optarmos pelo jejum intermitente em vez da restrição calórica?

Porque o jejum intermitente tem benefícios adicionais para a tua saúde que o corte nas tuas calorias diárias não tem. Além de que é mais fácil de manter também, afastando-nos daqueles momentos de frustração avassaladores quando sentimos que não conseguimos cumprir com a dieta estipulada.

Em baixo tens 6 dos benefícios de saúde mais falados e que o jejum intermitente te oferece, eu senti alguns deles, principalmente o 1 e o 5.

1. Perdes mais peso a fazer jejum do que a fazer dieta

O jejum intermitente é também uma forma de restrição calórica, e restringir calorias é um método confiável de perder peso. A maioria das pessoas que eu conheço opta por reduzir o número de refeições diárias ou comer menos durante o dia. Por norma, reduzem a quantidade de comida em cada refeição. O que aprendi é que com o jejum intermitente a abordagem é bem mais simples.

Quando andava a procurar informação sobre este tema, li um estudo da universidade de Illinois que revelava esses benefícios em indivíduos obesos que comiam alimentos entre as 10h da manhã e as 6 da tarde e que fizeram um jejum de água até às 10 da manhã do dia seguinte. Após 12 semanas, os participantes reduziram instintivamente a ingestão calórica diária em 300 calorias sem ter de as contar. E, como resultado, perderam cerca de 3% do peso corporal.

Outro estudo publicado no Journal of Translational Medicine, contou com uma amostra de 34 homens, dividindo-os em dois grupos: um grupo de jejum intermitente e um grupo de controlo. Ambos os grupos tiveram que completar um programa de treino de força de 8 semanas. Os resultados? Ambos os grupos aumentaram a sua força e massa muscular, mas o grupo de jejum intermitente teve a vantagem adicional de perder percentagem de gordura corporal.

Nota: Se fizeres exercício físico regular enquanto fazes o jejum intermitente vais conseguir ter resultados ainda mais rápidos.

2. A tua tensão arterial e os níveis de glicose no sangue melhoram

Tal como te disse antes, o jejum não serve só para a perda de peso. Na realidade, traz muitos benefícios à tua saúde e foi já super validado pela ciência.

Ao tentar descobrir se os benefícios do jejum intermitente podiam ir além da perda de peso, os cientistas do estudo anterior, observaram os participantes durante as 16 horas de jejum. A última refeição de todos os dias era às 3 da tarde e era dada comida suficiente para que ninguém perdesse peso durante o treino experimental. Após 5 semanas, os participantes apresentaram melhor sensibilidade à insulina, tensão arterial mais baixa e menos apetite à noite. Portanto, mesmo que teu objetivo não seja a perda de peso, podes fazer o jejum intermitente e obter alguns benefícios para a tua saúde.

3. Aumenta a produção de hormonas do crescimento

Outro benefício do jejum intermitente é que ele pode ajudar a aumentar os teus níveis de hormonas do crescimento. Em alguns casos, o jejum provou aumentar os níveis desta hormona em 500%.

Estas hormonas são produzidas numa glândula situada na base do nosso cérebro, chamada Pituitária. São proteínas constituídas por 191 aminoácidos e muito importantes no desenvolvimento e manutenção dos nossos músculos e órgãos. 

Ajudam a que os nossos ossos fiquem fortes (aumentando a densidade mineral óssea), a regular o metabolismo, a queimar gordura, a criar massa magra e a desenvolver os nossos músculos, e também ajudam a manter os níveis de açúcar no sangue equilibrados (o que é ótimo, já que não queremos picos de glicémia no nosso corpo que nos fazem ter a dita “falsa fome” e nos fazem comer mais e mais).

4. Protege-te do cancro

Um estudo publicado na revista JAMA Oncology recolheu dados de 2413 mulheres com cancro da mama ao longo de quatro anos. Durante esse período, foi pedido a essas mulheres que estimassem o tempo de jejum.

O estudo descobriu que quanto mais tempo as mulheres jejuavam, menor era o risco de recorrência de cancro da mama. Uma das possíveis explicações para isso é que, após um longo período sem comer, o corpo começa a “comer” as suas próprias células como fonte de energia. E essas células são as mais fracas e defeituosas, que serão substituídas por células novas e mais saudáveis.

Desta forma, as potenciais células cancerígenas podem ser usadas como fonte de energia para que as células mais saudáveis possam nascer em vez de se multiplicarem à medida que o tempo passa.

5. Mantém-te focado

Os nossos corpos estão destinados a procurar comida. Há milhões de anos que assim é, desde o tempo paleolítico. Ao longo da nossa história, tivemos que caçar e pescar para podermos comer. E nem sempre havia comida, como estamos habituados nos dias de hoje. Muito menos as pessoas comiam com a periodicidade de agora.

Estudos mostram que o tempo de reação e a precisão aumentam quando um indivíduo está com fome.

Mark Mattson, um neurocientista da Escola de Medicina Johns Hopkins defende que o pensamento fica mais claro e tens mais energia ao longo do dia. Eu senti o mesmo enquanto fiz!

6. Vives mais!

Um estudo da Universidade de Harvard, publicado no Cell Metabolism, descobriu que o jejum intermitente afeta significativamente a nossa rede mitocondrial. Ajuda a reconstruir as vias na mitocôndria para que haja mais oxidação de ácidos gordos. 

O que quer isto dizer?

As mitocôndrias são pequenos organitos (ou organelos) que estão dentro das nossas células e que são responsáveis por transformar os nutrientes que o nosso corpo assimilados alimentos em energia, para ser usada pelo nosso corpo. No entanto, com o avanço da idade, o nosso corpo vai deixando de fazer isto com tanta regularidade. 

Este estudo prova que o jejum intermitente ajuda a manter as mitocôndrias “jovens e saudáveis”, o que promove um envelhecimento saudável.
Isso significa que o jejum intermitente pode ajudar-te a viver mais!

Espero que este pequeno resumo te impulsione a considerares inserir esta prática na tua vida. Eu fiz jejum consistentemente intermitente entre Abril de 2018 e Outubro de 2018 e os resultados de aumento de energia e perda de peso foram excelentes.

Existem alguns pontos adicionais (e que são importantes) como a forma como depois quebras o jejum.

De uma forma resumida é importante que não o faças com hidratos de carbono e sim com proteína e gorduras boas.

Depois de leres o artigo, partilha connosco qual é o benefício que mais te surpreendeu 😀

João Machado

João Machado