Dharma5 Blog

7 Dicas para Eliminares o Açúcar da Tua Vida e Aumentar os Teus Níveis de Energia

Aposto que desde criança sempre ouviste dizer que o açúcar faz mal aos dentes e engorda. Hoje em dia a ciência já descobriu que o açúcar causa danos nos vasos sanguíneos, desregula o metabolismo, aumenta a inflamação do corpo, e é mais viciante do que a cocaína!

Estudos recentes ainda nos mostram que bactérias nocivas e células cancerígenas se alimentam de açúcar, e que um corpo com elevado grau de açúcar no sangue tem mais dificuldade em ser tratado.

Mas como viver sem açúcar perguntas tu?…”Açúcar alimenta a alma!”

Talvez aqui possamos mudar o nome de açúcar para doce, e sim concordo plenamente contigo, que uma vida sem doce não tem graça nenhuma! Felizmente existem imensas formas de ingerir doce, sem ter de ingerir açúcar. Tais como por exemplo através da fruta e do mel.

No entanto há que ter noção de que o açúcar é bastante prejudicial para a saúde, especialmente o açúcar branco.

O que acontece quando ingeres Açúcar?

A ingestão de açúcar cria um ciclo aditivo de fome, fadiga e mau humor. Quando ingerido, dispara o nível de açúcar no sangue fazendo-te sentir com energia e boa disposição. Mas como carece de verdadeira nutrição, o açúcar no sangue logo desce, deixando-te cansada, com fome e de mau humor. O passo seguinte é voltar a comer…

Alguns dos benefícios directos de eliminar o açúcar da tua dieta são: mais energia, perda de gordura na zona da barriga, perda de peso, mais saúde e pele luminosa.

Eliminar o açúcar da tua alimentação pode ser um desafio porque ele é extremamente aditivo, no entanto existem vários factores que podem ajudar no processo. De seguida partilho contigo 7 dicas que te vão ajudar a eliminar o açúcar da tu vida.

1. Evita comida processada

Uma das melhores maneiras de eliminar o consumo de açúcar da tua dieta é eliminar as comidas processadas. Comer comida fresca e caseira é a melhor maneira de garantir uma alimentação saudável e equilibrada. Nas comidas processadas existem imensos nomes diferentes para descrever açúcar. Uma das razões pelas quais a indústria alimentar usa açúcar nas comidas processadas, é porque o açúcar é viciante. Assim, vais querer comer mais, e com isso, consumir mais! (descarrega aqui o nosso novo ebook e fica a saber os 60 nomes diferentes do açúcar).

2. Aumenta o consumo da água

Segundo um estudo publicado pela Journal of Human Nutrition and Dietetics, o aumento de ingestão de água diminui a necessidade de consumir açúcar. Muitas vezes confundimos a sensação de sede com a sensação de fome. Aumentar a ingestão de água não só elimina a sede, como também aumenta a sensação de saciedade, e a probabilidade de recorrer à comida quando não há necessidade de nutrir o corpo.

3. Aumenta o consumo de gordura saudável e proteína

O consumo de proteína e gordura saudável não só satisfaz o corpo, como também o paladar. Estes alimentos satisfazem o corpo por muito mais tempo, pois ajudam a manter os níveis de açúcar no sangue mais estáveis, e isso vai prevenir os picos de insulina no organismo e com isso eliminar aquela vontade de estar constantemente a comer.

Procura incluir nas tuas refeições alimentos ricos em gordura, tais como abacates, nozes, azeitonas – e alimentos ricos em proteína, tais como húmus lentilhas, ou ovos, peixe e carne de galinha (sem antibiótico) , caso não sejas vegetariano.

4. Elimina os sumos ou bebidas com gás

Os refrigerantes têm quantidades absurdas de açúcar. Evita o consumo destas bebidas e opta por água fresca ou água aromatizada com fruta ou vegetais. Se gostas muito de sumo e não consegues evitar, privilegia os sumos naturais com polpa, feitos na hora, sem açúcar e sem conservantes.

5. Dorme mais e melhor

É durante o sono que o teu corpo se auto-regenera e desintoxica. Com as vidas agitadas que hoje temos, a quantidade e qualidade do sono é das primeiras coisas a ficar comprometida. Quando o corpo está cansado, com falta de sono, durante o dia vais ter tendência a ir buscar essa energia à comida, especialmente ao açúcar.

Começa a ver o teu sono como prioridade, garante entre 7 a 9h de sono por noite. Certifica-te que o teu quarto fica o mais escuro possível, evita usar ecrãs no quarto e antes de dormir tais como, Tv, telemóvel e/ou computador, para garantir a produção de melatonina, a hormona do sono.

6. Aprende a gerir as tuas emoções

Durante a infância muitas vezes os pais (com a melhor da intenções) utiliza a comida como forma de recompensar as crianças. Este mecanismo mais tarde pode gerar alguns problemas. Muitas pessoas utilizam a comida como forma de lidar tanto com as emoções positivas – “eu mereço esta fatia de bolo porque me portei bem”. Mas o contrário também é válido, e na presença de emoções negativas o mesmo mecanismo acontece.

Muitas vezes o corpo fisiologicamente não necessita de comida ou calorias, mas sentes fome ou necessidade de comer porque os centros de recompensa do teu cérebro te estão a dar sinais.

7. Reduz o Stress

Muitas pessoas recorrem às “comfort foods” – comida confortável – para lidar com o stress ou ansiedade. Encontrares momentos do dia para relaxares e cuidares de ti é fundamental para que consigas eliminar o açúcar da tua dieta. Estudos publicados pela British Journal of Health Psychology mostram por exemplo, que a de prática de Mindfullnes ajuda na redução de stress e ansiedade, e consequentemente na vontade de comer comidas processadas e chocolate.

Se continuas interessado neste tema, partilha comigo as tuas dúvidas e experiências, e descarrega aqui o nosso ebook Guia de 60 Nomes Diferentes de Açúcar que te vai ajudar a tirar o açúcar da tua vida e ajudar a encontrar substitutos mais saudáveis para adoçar os teus dias.

Raquel Matos

Raquel Matos